Quem nunca usou videocassete?

videocassete

Alguns nomes de aparelhos e suas tecnologias têm o dom de resumir numa tacada só o que se passou em uma década inteira. Quando se fala em videocassete, como não associá-lo imediatamente aos anos 80? E como não se lembrar dos inúmeros programas que famílias inteiras gravaram naquelas malditas fitas VHS?

Quem nunca teve pelo menos uma fita comida pelo videocassete? Ou precisou se virar para limpar os cabeçotes (nem que fosse com folhas de papel sulfite) a tempo de gravar um show do artista preferido ou o capítulo imperdível daquela novela que iria ao ar na mesma hora de uma prova importante da faculdade ou escola?

Os anos 80 marcaram por intensas transformações em todos os setores: política, economia, esportes, cultura e, principalmente, tecnologia. Depois de três décadas engolindo o que a TV exibia, os brasileiros tiveram contato com os videocassetes. Dava para ver filmes e gravar shows da TV para rever quantas vezes você quisesse.

Se hoje isso não faz a menor diferença em sua vida, lembre-se que nos anos 80 a coisa era bem diferente. TV a cabo não tinha vez, os filmes demoravam para sair dos Estados Unidos e desembarcar no Brasil. Ter contato com novidades de fora do País só era possível a cada viagem do Silvio Santos para o exterior, é mole?

Por isso o videocassete marcou. Possibilitou a criação de arquivos pessoais incríveis e divertiu muita gente. As empresas ganharam muito dinheiro com isso, tanto que rolou uma guerra insana durante anos entre JVC e Sony para ver qual sistema seria o adotado (VHS ou Betamax). No fim das contas, o VHS era mais barato e venceu.

E dava para gravar de tudo. Desfiles de Carnaval, programas do SBT, novelas da Globo, jogos de futebol da Bandeirantes e até mesmo os filmes adultos que iam ao ar nos madrugadas. Duro era quando a fita VHS embolorava ou ficava presa no videocassete. Se saísse com vida, ganhava arranhões que estragavam a imagem.

Hoje, poucos fãs ainda deixam seus aparelhos obsoletos em casa, funcionando em plena era do Blu-Ray (sim, já passamos da fase do DVD, se você ainda não sabe). Mas, quer saber de uma coisa? Esses guerreiros merecem uma salva de palmas. O videocassete marcou uma era na tecnologia e não merece ser esquecido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s