Monstros que não desgrudavam

Pôster Ploc Monsters

Entre 1988 e 1989, os monstros viraram mania entre a criançada. Eram os chicletes Ploc Monsters. Cada embalagem vinha uma figurinha com um monstro diferente. O divertido da história é que eles tinham nomes de pessoas.

A graça era quando alguém encontrava o nome de um amigo. E virava preocupação se fosse o inverso. Chance tinha, afinal foram lançadas 127 figurinhas – logo depois, houve a segunda coleção, porém com menos repercussão. No meu caso, nunca tive esse problema: meu nome não constava da coleção. Tinha de 9 para 10 anos.

Como as figurinhas eram transfix, ou seja, poderiam ser transferidas para uma folha apenas ao se riscar com a unha, muitas crianças colocavam no caderno ou em qualquer outro lugar que aderisse. Eu preferi o álbum em forma de pôster. Para ganhá-lo, era só enviar cinco embalagens do chiclete para o endereço anunciado. O meu pôster está completo e guardadinho. Até o envelope branco eu ainda tenho.

A forma de completá-lo foi incrível. Assim como de outros álbuns semelhantes. Não comia chiclete. E é assim até hoje. Então, quando eu não comprava – e minha mãe mascava -, saía pelas ruas de Santos olhando para as calçadas em busca de embalagens. Muitos descartavam as figurinhas e elas ficavam dobradinhas no chão, sem nenhum rasgo.

Quando faltavam duas para finalizar o pôster, a busca virou uma epopeia. Vi em uma bomboniere (e que ainda existe), perto do prédio da minha avó, uma caixa do Ploc Monsters, com 120 chicletes. Namorei a caixa por alguns dias e não sosseguei enquanto minha mãe não comprou.

Quando chegamos em casa, abrimos a caixa, jogamos os chicletes sobre a mesa e começamos a abrir um por um. Perto do final, se não me engano, conseguimos encontrar uma delas. A outra foi um amigo que arranjou, depois de um comentário despretensioso, em que falei qual restava para completar. Lembro-me até hoje: foi a 15 – o nome estampado era Cinthia.

Vocês devem estar se perguntando: e onde foram parar tantos chicletes? Bem, pelo que eu me lembre minha mãe não mascou todos. Com certeza jogou fora alguns. O importante era a figurinha. E a história que contei aqui.

Anúncios

3 Respostas para “Monstros que não desgrudavam

  1. Saudade! Eram mto engraçados esses monstros.
    Tinha uma barrinha de chocolate pequena com embalagem de monstros (lobisomem, vampiro, zumbi…), alguém se lembra do nome?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s