Beto Barbosa, o Rei da Lambada

Fotos de capa dos LPs de Beto eram pura ousadia e sensualidade. Foto: reprodução

Considerado o Rei da Lambada, Beto Barbosa é o mito em pessoa. Ajudou a popularizar o gênero musical que surgiu no Pará com os mega hits “Adocica” e “Preta”, fez muita gente rebolar com seu estilo que era febre na década de 80, especificamente no fatídico ano de 1988. Nessa mesma época surgiam outras “figuras” da música brasileira como Luis Caldas e Sidney Magal.

Beto foi o único artista do Norte do Brasil a ganhar o Troféu Imprensa de melhor cantor, título que dividiu na época com o cantor José Augusto, em votação realizada por Silvio Santos em 1991. Ao longo de sua carreira, gravou 10 LPs e 11 CDs.

Suas principais influências são o grupo francês Gypsy Kings, popularizado no mundo todo por canções como “Djobi Djoba”, “Bamboleo”, “Volare” e o grupo franco-brasileiro Kaoma, autor de sucessos como “Chorando Se Foi” e “Dançando Lambada”.

Hoje em dia transformou-se em ícone do brega e aceita com irreverencia o título, tanto que participou de uma divertida campanha da Skol onde sua música e estilo fazem parte de um contexto cafona.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s